Festa Lixo Zero das Vilas: muito para celebrar

Celebramos nossa primeira participação na Semana Lixo Zero com uma festa – organizada pelo coletivo de moradores e voluntários das Vilas Beatriz, Ida e Jataí – que levou 250 pessoas à Praça Comendador Manuel de Melo Pimenta, Vila Jataí, no domingo, 21.
Como não poderia deixar de ser, a festa foi organizada a partir do conceito lixo zero. Por isso, toda decoração da praça – faixas, cartazes, totens informativos e enfeites – foi produzida por voluntários a partir do upcycling de materiais de festas anteriores. Mais uma vez montamos nossa Barraca do Bairro, uma geodésica construída com 95 varas de bambu amarradas com tiras reaproveitadas de câmaras furadas de pneus de bicicletas.


Na Mesa Comunitária, comidinhas preparadas pelos vizinhos e delícias feitas com xepa da feira e PANCs dispostas em vasilhas retornáveis e naturais. E canecas foram disponibilizadas para aqueles que não levaram as suas. Nesta festa, um desejo antigo virou realidade: a criação de uma pia móvel, com torneira e filtro acoplados, para oferecer aos participantes a opção de água potável. A instalação temporária da pia móvel só foi possível graças à cooperação dos taxistas baseados na praça, que compartilharam o ponto de água com o grupo.


Para estimular o consumo consciente e o descarte correto de materiais, investimos em duas ações. A Feira de Trocas, com mais de mil itens como roupas, livros e objetos trazidos pelos moradores do bairro, que se animaram com a possibilidade de trocar e não comprar e de fazer o bem, pois o que não foi trocado será doado para instituições e organizações sociais. E a Coleta de Resíduos, em que esponjas de pia, pilhas, canetas e artigos de escrita usados foram encaminhados para programas de reciclagem específicos. Já os aparelhos eletroeletrônicos, lâmpadas e itens de informática foram coletados em parceria com a Recycare num total de quase 140 quilos de materiais.


Outro ponto alto da festa foi a Estante de Soluções,montada dentro da Barraca do Bairro, com a proposta de divulgar opções sustentáveis e amigas do meio ambiente de produtos que usamos no cotidiano: vinagre de kombucha, buchas naturais para lavagem de louça, sacos plásticos feitos a partir da mandioca, sacos de papel para recolher cocô de animais, itens de higiene pessoal alternativos, sacos produzidos com descarte de tecidos ou jornal, sabão e detergentes caseiros feitos a partir de sementes e frutos, desinfetantes de citronela, enzimas críticas para limpeza. Os participantes puderam levar amostras dos itens de limpeza assim como suas receitas.



Concorrida, a Oficina de Tintas Naturais reuniu crianças, pais e avós. A orientadora Carol Daniele, da Arumã Brasil, ensinou como produzir tintas a partir de materiais como cúrcuma, urucum, espinafre, casca de cebola roxa, amora, entre outros. As tintas naturais que sobraram foram encaminhadas para a compostagem e os papéis, reciclados. Os potinhos (que já eram de reuso) serão reutilizados em outros eventos, fechando assim o ciclo lixo zero.



A proposta de refletir sobre o impacto do lixo e do plástico em nossas vidas foi colocada através da Roda de Conversa sobre Compostagem e dos vários painéis criados pelos alunos do Colégio Hugo Sarmento.

Para animar a festa, música da melhor qualidade! Quem esteve na praça pode assistir as apresentações de João Macacão, voz e violão de 7 cordas, acompanhado do clarinete de André Fajerzstejn e do pandeiro de Getúlio Ribeiro. E também do Duo de Violões com Ítalo Perón e Cláudio Duarte que, depois, acompanharam Rogério Santos com suas canções autorais.



No final, além do saldo mais do que positivo da união entre os moradores do bairro, uma meta de lixo atingida: cerca de 2 quilos de resíduo compostável e apenas meio quilo de resíduo reciclável.
Veja as fotos incríveis de tudo o que aconteceu na festa e na semana no álbum Semana Lixo Zero em nossa fanpage no Facebook. É só clicar aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *